Amigos Ocultos

maenatalblog2.jpg

Era para ser aquela brincadeira do Amigo Secreto (e é), mas por uma divertida confusão e porque estamos no SL e as coisas não têm que ser iguais, vamos ter mesmo o Amigo Oculto em Portucalis. A ideia é darmos presentes uns aos outros, para que todos tenhamos um, e vai funcionar assim:

Quem quiser participar, deverá enviar-me um Notecard (IM não dá, porque não fica guardado e acaba por se perder na confusão) chamado “Quero ser um Amigo Oculto” até ao dia 9 de Dezembro (domingo). No dia 10, serão sorteados os respectivos Amigos Ocultos de cada um e todos serão avisados de quem é o sortudo que vai receber o seu presente.

Os presentes, que podem ser criados ou construídos por cada um ou comprados (com um valor máximo de 250 $L e, claro, transfer), deverão ser-me entregues até ao dia 16 de Dezembro, numa pasta chamada “Para X (nome do avatar)”.

A troca de presentes do Amigo Oculto será na quinta-feira antes do Natal, dia 20 de Dezembro, às 10 da noite em local a indicar.

Agora, é só deitar mãos à obra (ou ao bolso) e começar a preparar o Natal de Portucalis. Porque, Ocultos ou não, fazem-se mesmo Amigos aqui.

Mãe Natal

Irritações

… querer rezzar as velinhas para colocar nas mesas do salão de baile e perceber que desapareceram do inventário…

… ir até à bits comprar umas bolinhas giras para os casalinhos dançarem, identificar as que quero, escolher a opção buy e receber de volta uma mensagem a dizer que não tenho fundos suficientes, quando o meu saldo está positivo…

… querer experimentar umas bolinhas de dança novas e não ter par. Ter que recorrer a um perfeito desconhecido muita giro ali mesmo ao alcance da mão e fazer um amigo novo… lololol

… chegar ao salão de baile e não conseguir rezzar as bolinhas. Ter que ir até á praia, rezzá-las lá e depois carregar com elas até ao salão. Até parecia vir das compras mesmo !

… ir comprar o vestidinho plano B, tentar tp para casinha (a praia, claro, que o meu quarto continua em obras… pffff)… e não acontecer nada, a não ser eu ficar ali idiota de braços abertos e pés a flutuar no ar…

Na verdade, como é que alguém pode achar que isto é minimamente divertido ? E ainda por cima acabar por deitar a cabeça na almofada com uma enorme vontade de rir ? É, os analistas devem ter razão, nós somos mesmo muuuito estranhos !!!

Baile de Gala

baile-de-gala-blog.jpg

Palavras para quê ? It’s PARTY TIME ! E desta vez a festa acontece aqui, nas Realidades Paralelas !

3, 2, 1… crashei!

Há crashes bons, normais e muito maus.

Os crashes bons são aqueles que deitam um sim abaixo por superpovoados (ie, superlotados)! Como aconteceu na noite dos dragões em Portucalis, por exemplo! Éramos tantos e todos tão artilhados que o sim crashou! Isso significa que a iniciativa teve o maior sucesso e, por isso, foi um crash bom!

Os crashes normais são aqueles a que os LL já nos habituaram, acontecendo quando os servidores já não estão a aguentar o aumento de população e respectiva actividade. É normal crashar nessa situação e somos completamente alheios ao assunto – a culpa é do lag.

Os crashes muito maus são aqueles que me acontecem!.. por estar num portátil cuja placa gráfica tem “luas”! Umas noites aguenta-se lindamente e passo horas em SL, coberta de prims e scripts, cheia de IM’s, vagueando dum sítio para outro, cada qual com mais lag que o anterior e nada me acontece. A máquina aguenta-se. Outras noites, mal entro…já crashei; ou entro, inicio IM com alguém amigo.. e crashei; ou desloco-me, ou abro o inventário, ou mudo de grupo,… e crashei. Um desatino!

Destes crashes tenho feito uns printscreens. Já alguém viu a SL em modo VGA? 🙂 Pois deixo-vos aqui o testemunho de uma experiência única: SL em VGA!

a aterraplanar Realidades Paralelas II (moinho tpg)

Na imagem anterior estava eu em obras de terraplanagem do espaço Realidades Paralelas II. Dá-nos uma nova perspectiva do moinho do tp e de Portucalis!

Na imagem seguinte, estava eu no meu canto, em IM com pessoas amigas. Outra perspectiva do mundo SL!

So estava em IM’s

Acham que estas fotos ainda poderiam ir para o concurso de fotografia em SL? 🙂

Alguma vez tinham visto algo semelhante? 🙂

Serve este post para explicar às inúmeras pessoas amigas com quem, a dado momento, estou em SL e, de repente…. simplesmente desapareço!

Declaro formalmente quase fechado…

blog-concurso-fotografia.jpg

Declaro formalmente aberta…

… a época de caça ao vestido de baile !!!

De repente, lembrei-me do tal baile de gala na sexta feira às 10 da noite…

E socorrooo, preciso de ajuda ! Claro que a mana vai arrasar, ela descobre sempre aqueles vestidos espantásticos em que rivaliza com as deusas todas e mais algumas (não, Afro, nem vou por aí, sequer, hehehe). Aliás, tenho mais ou menos uma ideia dos estilos das meninas e tenho a certeza que vai ser de babar (ai o lag, ai as fotos, hehehe)

Eu contudo… pois, vagueio por aí de estilo em estilo – sem ter nenhum propriamente dito, hehehehe. E então no que diz respeito a vestidos de noite, sinto-me sempre um bocado desajeitada dentro deles, fazer o quê ?

Portanto… eu procuro… errr… um vestido de baile, claro. Daqueles de cair para o lado, obvio… mas que não seja um vestido de baile propriamente dito. Estão a ver ? Espero que sim, porque eu nem por isso. Só sei que queria assim algo diferente, senão corro o risco de aparecer de bikini e saída de praia, pra variar, hehehe

Enfim – se alguém tiver ideias, landmarks, nomes de lojas, inundem-me por favor ! Porque a partir de agora é 3, 2, 1… GOOOOO !

Os Chitas

blog-071126-macacos_001.jpg

Pronto, eu confesso… depois da situação normalizada, a primeira coisa que fui fazer, a correr, logo logo a seguir – foi tirar fotografias aos Chitas ! É que de repente eles desapareceram e eu percebi que nem uma mera imagem dos dois eu tinha !

Os Chitas são o macaco e a macaca que moram ali ao pé da tasca e atiram cocos aos incautos que sentados por ali ou debaixo da macieira se entretêm em conversas mais ou menos profundas. Não páram um bocadinho, aqueles dois – e ontem, no meio da confusão acabei por perceber que não sou só eu a achar-lhes piada, hehehe… pois foi, até chegámos por alguns breves minutos a erguer-lhes um pequeno memorial, lol

E eles até falam, sabem ? Se no chat geral escrever /9199 seguido da mensagem que pretendem dizer, podem ensiná-los a dizer as coisas mais disparatadas… com a vantagem de ninguém conseguir saber quem foi o “mestre” *winks

Sobreviventes

Eu ao contrário do M2, não acredito em teorias da conspiração. Nem acho que sejamos minimamente importantes para incomodar seja quem for. Acredito, isso sim, que há quem tenha formas estranhas de se divertir. Aqui há umas três semanas, mais de metade do sim voltou subitamente ao nosso inventário. Ontem, uns pacmans aparentemente muito engraçados e divertidos “comeram” o resort quase todo. De quando em vez, banimos por aí umas pessoínhas que se divertem a tentar enganar residentes e visitantes, ou a engaiolá-los ou outras palhaçadas semelhantes.

E esses, os banidos, criam novas contas ou apelam à solidariedade de amigos com sentidos de humor semelhantes… e daí essas coisas que vão acontecendo.

071126-griefer-attack_001.jpg
O ataque dos pacmans

Nós… sobrevivemos sempre ! Com maior ou menor maçadas e trabalhos, claro. Sempre, sempre, surpreendidos pela enorme onda de solidariedade que nessas situações nos surge pela frente. Imaginem que ontem até houve quem se predispusesse a pagar os estragos do próprio bolso, se não conseguíssemos resolver a situação. É que quando desaparecem bocados de vida que nós construímos… custa-nos sempre um bocadinho da alma. Não é apenas a perspectiva de ter que voltar a levantar paredes e rochas e água. Não é apenas o ter que voltar a adquirir objectos que simplesmente desapareceram e não são copiáveis. Não é apenas o partilhar do desgosto dos nossos residentes, tentar ressarci-los das perdas que eles próprios sofreram.

blog-071126-griefer-attack_002.jpg
As casinhas novas sem o deck, a praia meio deserta…

É sobretudo o ver desaparecer assim, de repente, algo em que depositámos sonhos, esperanças, muitas horinhas de trabalho e dedicação. Algo que fomos construíndo para nosso deleite, é claro, mas também a pensar “fulano de tal vai adorar brincar com isto” ou “as meninas vão-se deliciar com este cantinho”… No fundo, é quase como ver a nossa própria casa engolida por um qualquer fenómeno natural, daqueles que arrasam tudo á frente sem contemplações. Chegar ali e ver aquela destruição… é de repente perceber que nada é na verdade um dado adquirido !

blog-071126-griefer-attack_003.jpg
As lojas do lado esquerdo da “Rua das Montras” “foram-se” todas…

Acho que é sobretudo isso que dói… e contudo, logo no momento seguinte olho à volta, sinto o calor e o apoio de todos à volta – e de novo me inunda aquela certeza de que seja o que for que aconteça, nós sobrevivemos !!! E a cada vez que acontecer, mais relativizaremos, com certeza… afinal, podemos sempre até aproveitar para fazer tudo novamente… e de forma diferente !

Desassossego

Algo de muito estranho se anda a passar em Portucalis.

Durante os primeiros 3 meses da existência de Portucalis, ataque de griefers foi algo desconhecido. De repente, no último mês, dois ataques de griefers! E depois de um ataque de griefers, muitos talvez não saibam o trabalho que envolve a reposição da situação ‘normal’: Horas!!!!!! Às vezes muitas, mesmo muitas horas.

Portucalis é uma ilhazinha no meio de doze mil ilhas. Porquê de repente estes ataques? Estamos a incomodar alguém?

Sinceramente não quero entrar em teorias da conspiração, mas que tudo isto é estranho, lá isso é…

Discretamente…

às 7h da manhã atravesso a ilha deserta e descubro novas paisagens: as palavras que horas mais tarde se soltarão sonoras e alegres.

Sonho alto o prazer de estar vivo e estar aqui.