A comunidade portuguesa SL inexistente

(Este será um post dividido em quatro partes para o lençol não ser demasiado comprido)*:

Parte I: Prefácio
Parte II: Introdução
Parte III: Blogues e grupos inworld
Parte IV: Sims

Prefácio (4 poemas de Alberto Pimenta)

1.

no átrio da cultura

beethovénias
beethovénias
beethovénias
beethovénias
beethovénias
beethovénias
beethovénias
beethovénias
beethovénias
beethovénias
beethovénias
beethovénias
beethovénias
beethovénias

todas com o ódio
que dura o tempo de um beijo

2.

esta cidade é cristã:
está cheiinha de
símbolos bíblicos.

ora não é que
de algum tempo a esta parte
quem anda
nas suas ruas
apanha com uma cagada na cabeça
vinda lá do alto?

não, não é das musas,
e embora o patriarcado
desconfie da maçonaria
trata-se necessariamente
de mais
um símbolo bíblico:
pombas.

isto
mesmo que a vizinha esteja certa:
– isto são o diabo
não são pombas,
sujam tudo, cagam tudo …

3.

mar azul
lua cheia
a praia cheia de ureia

(uma melodia)

é um fado

4.

gestão

praticar
praticar
praticar
praticar
praticar
praticar
praticar

e o contrário

……………………………………..

* e não serão crónicas de escárnio e mal dizer mas uma tentativa de análise do inexistente.

Anúncios

3 Respostas

  1. EPÁ QUERO SER POMBA!!!! Posso ser pomba?

  2. Analisar o inexistente
    Nem (sem?) gestão, nem (sem?) razão
    O beethoven e as pombas
    Mares sem luas
    Ódios nas práticas ao contrário de um beijo
    O fado das musas da vizinha
    Tudo isto e a Elora a querer ser pomba…

  3. A referência à existência de uma comunidade portuguesa, ou mais correctamente lusófona na SL têm sido defendida por mim com base nas informações que admito serem frágeis que confirmam a existência real de alternativas linguísticas na SL ao Inglês dominante.
    Não quero achar aqui novos Brasil nem Novas Africas – que continuem um projecto imperial completamente esgotado! Não acredito no Mito do Eldorado sem um conhecimento e reconhecimento do Outro, semelhanças e diferenças, como nem penso que o motor dessa comunidade possa ser português de Portugal e muito menos de Portucalis apesar de ser a minha casa!
    Mas continuo a achar que esse debate vale a pena …é sempre bom encontrar pessoas com trajectórias diversas ou mesmo opostas das nossas.
    Entre pombas e falções alguém se há-de safar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: