Back to Basics

Este post não era para ser escrito. Deveria ser um simples comentário ao da Summer mas ao começar a escrever vi que o meu texto saía do âmbito e então, vamos a um novo post 🙂

Todos os dias novos residentes entram e muitos saem do mundo dos coisos. Quanto a mim, uma das principais razões das desistências prendem-se com a falta de objectivos pessoais. Quem ‘lá’ anda há muito tempo sabe perfeitamente (e anuncia de todas as formas) que ‘aquilo’ não é um jogo. Mas muitos incautos arriscam e depois desistem exactamente porque chegam a essa mesma conclusão e não conseguem traçar um objectivo para eles próprios ‘lá’ dentro. Há alternativas mais fáceis de criar grupos de amigos para conversar, há alternativas mais fáceis e eficazes de fazer sexo virtual (o pecado do sexo que sempre está na boca dos detractores do mundo dos coisos).

Nas últimas semanas eu próprio pensei várias vezes em desistir (não por me faltarem objectivos mas por tudo o que os LoL nos andam a fazer – e a propósito, preciso de escrever um post mais detalhado sobre a história do tráfego e do showcase). Entro menos do que entrava, é certo, mas ainda não desisti. Porquê? Entramos no que realmente importa neste post.

Quem tem objectivos concretos no mundo dos coisos e tem projectos, por detrás tem de existir sempre um grande prazer naquilo que faz. Mas para além desse ‘gozo’, uns pensam imediatamente em lucrar financeiramente (a curto, médio ou longo prazo, não importa) e outros nem por isso. E é destes ‘nem por isso’ que este post trata.

No post da Summer, já foi abordada uma perspectiva de proprietária relativamente à música ao vivo e no comentário do Orange a perspectiva do ‘contratado’. Alarguemos a discussão para outros tópicos e o que se pode dizer julgo não diferir muito: 1) Disponibilização de espaços públicos, 2) Formação, 3) Djeing, 4) Outros eventos.

1) Quem disponibiliza espaços que está a pagar do seu bolso para todos usufruírem só o pode fazer pelo tal gozo e sem pensar em retornos financeiros que não existem. Em Portucalis e Portucalis II existem vários espaços desses. Serão os seus proprietários parvos (como já lhes chamaram)? Se calhar são (eu incluído).

2) O espaço da Academia Portucalis é um desses espaços referidos no ponto anterior. Mas o que quero agora salientar é a actividade dos formadores. Tal como quem passa música ao vivo, quem dá formação, ‘perde’ muitas horas para dar uma aula. Muitas vezes não ‘perde’ apenas tempo mas também investe dinheiro para ter os materiais que depois disponibiliza gratuitamente aos formandos. Será que a sua actividade é devidamente reconhecida? Não! Se não fosse o gozo de ensinar não davam formação.

3) O meu exemplo. Até há algum tempo atrás a minha actividade de DJ era bastante ocasional. Agora é mais regular e tenho ‘actuações’ certas mais que uma vez por semana. Algumas pagas antecipadamente. Óptimo! Mas, e uma vez mais usando como analogia quem passa música ao vivo (usando como analogia… não fazendo uma comparação), o que se recebe é meramente simbólico. Eu gasto, em média, cerca de 2h de preparação do set (com tudo o que isso implica: downloads – pagos, misturas, etc) por cada hora de actuação. Numa noite boa recebo 1000L$ em 3h de djeing. Ou seja, um total de 9h de trabalho real e efectivo para receber 1000L$. Se isto não é puro gozo o que será? Mas também sei que os proprietários não podem pagar muito mais. Faltam é as tips em que os portugueses são avaros (para músicos ao vivo, dj’s, formadores….).

4) Finalmente, todos aqueles que organizam e participam em outros eventos e que perdem horas e horas e nada ganham, só o podem fazer também por este gozo, por este prazer (também pessoal sem dúvida) mas sobretudo pelo prazer de contribuir com algo que todos possam desfrutar.

Para terminar, apesar de em alguns pontos parecer, este post não é nenhum ‘choradinho’. Apenas teve como objectivo salientar alguns aspectos da actividade sliana (de proprietários mas sobretudo de ‘fazedores’ de acontecimentos) que apesar de muitos estarem conscientes do que escrevi, outros talvez não.

[UPDATE] – Publiquei este post sem ter lido o último da Summer. Se o tivesse lido teria acrescentado mais um ponto sobre os (falsos) benfeitores 🙂

Anúncios

7 Respostas

  1. Prinicipe, concordo com cada palavrinha que dizes.
    Organizar coisas no mundo dos LoL não é, de facto, estalar os dedos e já está.
    As coisas consomem tempo e dinheiro e, efectivamente, fazêmo-lo pelo gozo, por ver o brilho nos olhos virtuais de quem depois usufrui das coisas, pelos uivos no chat, pela alegria e bons momentos que conseguimos dar aos outros.
    Não pense quem estiver a ler isto que somos altruistas. Nada disso. Fazêmo-lo para nosso próprio prazer, pelo sentimento de “fullfilment” que nos traz.
    E já viram a sorte que vocês têm, hum?

    P.S.: Num é choradinho nenhum Príncipe. É a verdade nua e crua… e um alerta para quem não sabe. E acredita que muita gente não tem consciência de tudo o que está por trás de cada aula, cada exposição, cada concerto, cada festa…

  2. Pois é M2… na verdade está tudo dito. Quem corre por gosto não cansa, não é? 😉

    ps. se ajudar na elaboração do teu post M2, segue um (grande) diálogo…eu sinceramente não consegui chegar a metade…fico à espera que alguém com uma excelente capacidade de síntese faça um post jeitoso para o entendimento de todos 🙂 sobre o Second Life Showcase, Popular Places and the Future of Traffic:
    http://yolto.com/FeedTopic.aspx?PageNumber=2&Id=1134

  3. Ui princesa… altruísmo? Não usei essa palavra de propósito. Todo o altruísmo é uma forma de egoísmo e existem algumas hipóteses explicativas sob o ponto de vista Evolutivo muito interessantes (falou o biólogo que já deu várias aulas sobre o assunto) 🙂

    Afro: Obrigado pelo (mais) trabalho que me deste. Vou ler a transcrição do chat para ver se acrescenta algo ao que já tenho 😉

  4. Boas M2
    Uma grande verdade o que disseste. Falar de dinheiro no sl parece que choca. Ganhar lindens para gerir ilhas, arrendatários, proprietários, formadores, builders, eventos, host´s e eteceteras… Quem não tem objectivos, perde o interesse e realmente o sl não é um jogo. E se o for é um jogo de vida, com empreendedores e “empreendidos”. Tal e qual como na RL. Quem veio á procura de fazer no SL o que não consegue na RL, enganou se redondamente. Aqui também vai ser mais um… jogador. No entanto estamos cá alguns a fazer serviço público. Pena sermos poucos a fazer.

  5. Felizes de nós simples (frees) utilizadores que não têm de passar por essas situações que nunca nos passaria pela cabeça como elas passam na vida virtual…

    Eu bem digo que o SL é um jogo para gente “adulta”…

  6. Com tudo o que se vai dizendo aí… eu só gostava de salientar ke às vezes é bom parar um cadinho e recordar o ke nos trouxe até cá. O que nos foi mantendo cá. Os objectivos (a curto, médio, whatever prazo) vão mudando. Os caminhos ke se seguem… são escolha nossa e podem ser alterados em qualquer momento.

    Por essas e por outras é ke eu de kd em vez passo uns tempos ali na minha praia a dançar e a lembrar a mim mesma “it’s all about fun, Summer… just about fun”… se não posso mais, posso menos mas vou fazendo – e só vou fazendo mesmo o ke me dá gozo. Aí sim, vale sempre a pena gastar tempo, dinheiro, sem esperar kualker retorno. Pk se nos pusermos a pensar nisso acho ke já tinhamos bazado todos mesmo, hehehe

    Como diriam os gajos… ” A LUTA CONTINUA ! O DIVERTIMENTO PARA A RUA (in e off-world, hehehe)”

  7. […] falado muito de música ao vivo no Second Life®. No blog Portucalis tanto a Summer Wardhani como o M2life Paravane explicaram os seus pontos de vista. O primeiro post mais na perspectiva de dono das […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: