Passado Presente e Futuro.

Um ano de Second Life, yap, um ano em que não consegui estar parado muito tempo, foram noites, dias, noites e dias juntos, querer saber, compreender o que estava a minha volta.
Foram as pessoas aquelas que todos os dias como eu inserem uma password que as liga a um novo mundo que fizeram que vale-se a pena, se não fossem elas este ano não tinha valido a pena ou talvez não chega-se sequer a ser um ano.
Lutei como pude, tentei desmistificar na “real life” muitos dos mitos do Second Life, tentei de todas as maneiras possíveis e imaginarias mostrar esta nova forma de comunicar, perdi muitas vezes, ganhamos algumas.
Tenho de pedir desculpa a todas as pessoas que por fruto de qualquer ideia minha passaram horas acordados em frente dos pcs todas as vitorias são vossas, nunca mas nunca serão minhas.
O Presente o meu ao fim de um ano diz-me que continuo a ter um brilho nos olhos aquele que não quero perder por nada deste mundo.
O Futuro esse é risonho existe muita coisa ainda por fazer e muita mesmo muita para aprender ao mesmo tempo que a grid vai evoluindo é já possivel tambem começar a ter noções sustentadas de como o markting funciona em mundos globais, a necessidade de formar quem vem de novo , e do que vai ser possivel fazer.
Um aviso a quem vem , nunca mas nunca venham para o Second Life sem o vosso coração pois se não o fizerem nunca conseguirão entender nada e por mais que clamem que são entendidos nisto (seja lá o que isso for) a vossa ignorância será sempre descoberta.
Adoro-vos..
Beijinhos e Abraços
Até já no Second Life

Até ao S. Pedro…

Hoje é dia de S. Pedro e como tal festeja-se em Portucalis. Assim, logo às 22h, no Caneco, temos o belo do bailarico, desta vez com musica menos popular, com o Dj Magic, que é para variar. De resto espera-vos a boa sardinha assada com sangria e um pouco de chuva ou não fosse S. Pedro.

E já sabem o que o povo diz e com razão:

Dia de São Pedro, vê o teu olivedo e, se vires um grão, espera por um cento.
Até ao São Pedro, o vinho tem medo.
Até São Pedro, abre o rego e fecha o rego.

Bom, eu agora devia explicar os provérbios, mas prefiro deixar pra logo à noite. Apareçam.

Os Bugs dos ‘coisos’ são f*****s!…

… e tanto o são que ‘parece’ que há arquitectos que têm (ou são responsáveis por) ilhas que dizem que o mundo dos coisos não dá muito bem para projectos sérios de arquitectura porque não é possível alinhar prims.

Também há outro grande bug pois ‘parece’ que não é possível transmitir informação (de preferência em forma de texto) de slianos para slianos.

Por estas e por outras cada vez tenho mais vontade de abandonar o mundo dos coisos e partir para outra (ou pelo menos ficar muuuuuuuuuuuiiiiiiiiiito sossegadinho no meu canto no mundo dos coisos a rir sózinho).

Procura-se Cama

Sim, eu sei que este blog não é como os outros, mas se querem autores que falem de coisas importantes e com significado não convidem Bartenders. Posto isto faço aqui a minha estreia com um apelo desesperado.

Desapareceu de sua casa em Lungu’s Haven, Portucalis II, uma cama azul com duas bolinhas e umas quantas animações matreiras. A dita peça de mobiliário foi vista pela última vez descançando pacatamente no quarto das irmãs Lungu, onde se queixava de abandono e falta de uso.

Revirados todos os inventários possíveis, chegou-se à conclusão que a referida cama não se encontra em nenhum deles, tendo a primogénita Lungu sido inocentada do crime de a ter feito desaparecer. Suspeitas recentes apontam para o facto da cama ter desaparecido por utilização de prims excessivos e suspeita-se que, nesta altura, se encontre a pairar algures nos céus de Portucalis II.

Agradece-se a quem aviste o referido móvel que informe uma das irmãs Lungu e que arrume as bolas depois de as usar.

Happy rezzday, tp !

Lembro-me de ver lá por Portucalis um tipo todo lilás com um nome assaz estranho. Lembro-me de passeios e conversas intermináveis. De o ter encostado à macieira aí uns quinze dias depois e lhe ter dado mil conselhos. Que ele obviamente não seguiu, lololol.

Lembro-me de sonhos sonhados juntos, de cansaços partilhados, músicas ao ouvido, encontros e desencontros.


Uma visão inédita para muitos… mas asseguro-vos que é ele mesmo !

Um ano intenso. Muito, para mim quiçá até demais. Ao ritmo dele, acelerado, sempre a abrir, de turbo ligado. Com ideias a jorrar de noites de insónia e dias cheios de tempo. E acabo por ficar sempre à espera do que virá a seguir. Das próximas ideias e planos e realizações. Sei que o próximo ano vai ser de novo assim, imprevisível. Mas também, gajo, no dia em que fores previsível é porque algo morreu dentro de ti, e por isso espero que tal nunca, nunca, nunca, venha a acontecer.

Sei que vais seguramente passar o dia a atender o telemóvel e a ler mensagens de parabéns. Da minha parte, fica um beijo e um obrigado grande ! Sentada na primeira fila, aguardo as próximas surpresas !

CEF^SL – 1ª Manhã – RL/SL

Por razões RL só pude (e não vou poder estar em mais nenhuma sessão) durante a 1ª manhã na Universidade de Aveiro no CEF^SL.

Foi bom reencontrar pessoas (que não via há 1 ano), conhecer novas pessoas (a maioria já conhecia em SL) e foi ‘giro’ estar na mesma sala e em simultâneo estar a vê-las em SL ou pelo menos ler o que estavam a escrever para o chat 🙂

Quanto ao encontro em si, gostei da apresentação muito profissional (talvez um pouco hermética para alguns) da Cleo, da apresentação da Nyne, focando aspectos muito práticos de um projecto da ARCI, gostei menos, confesso, da apresentação do Erectus Amat, prof. brasileiro com um trabalho excelente em SL mas cuja apresentação me pareceu muito básica tendo em conta a assistência e também gostei da apresentação do joaoDiogo Sideways, que fez uma reflexão, acompanhada de relato de algumas das suas experiências de aulas de História para alunos do 12º ano.

Boa continuação de CEF^SL para todos!

[UPDATE das 19h17m] – O PalUP também já publicou o seu 1º post

Adenda à Acta XXI do Conselho de Administração

Em primeiro lugar, não posso deixar de apresentar as nossas desculpas à Marga por voltarmos a empurrar o post dela para baixo. Por isso, mais uma vez peço-vos encarecidamente que leiam o post imediatamente anterior ao anterior a este antes de lerem este e o anterior.

Agora, vamos ao que importa.

Após exaustivo e aturado debate do Conselho de Administração deste blog, foi deliberado por unanimidade a nomeação da Ministra Directora-Geral Elora Lungu como autora no mesmo. Em nome da equipa, recebemo-la de braços abertos, seguros de que aqui ela não poderá remover quaisquer prims inadvertidamente.

Bem-vinda Elora!