São eles os verdadeiros culpados!!!

As festas que comemoraram o 2º ano de Portucalis foram surpreendentes. Extremamente animadas e muitíssimo participadas, quer por residentes, quer por amigos e passantes do sim. Foi-me muito agradável constatar que Portucalis continua a ser um ponto de passagem, não só de portugueses, como de personagens de várias nacionalidades que, ainda que ocasionalmente, continuam a passar, quanto mais não seja, para se inteirar dos eventos e das novidades que por aqui há. Alguns vão ficando.

Tudo isto para dizer, que muito desta afluência se deve aos residentes, que são fantásticos em acolher todos com bastante simpatia, carinho e amizade mas, sobretudo, a duas pessoas que são peças fundamentais neste adorável sim que é Portucalis: a Marga e o M2. Incansáveis, desde o delinear dos projectos à sua execução, sem eles não seriam possíveis os sucessos que a nossa ilha tem. Não me posso esquecer as vezes que me tenho encontrado com a Marga pela noite dentro, estando ela a trabalhar incansavelmente sobre algum projecto ou evento, planeando, pesquisando, executando. É pois, a estes dois Amigos que quero deixar os meus parabéns pelo êxito destas comemorações e por todos os sucessos que Portucalis tem tido e agradecer por fazerem desta ilha o paraíso em que adoro viver. Um abraço muito grande a vocês dois e a todos os vizinhos e amigos que nos têm ajudado a fazer Portucalis.

… e Viva Portucalis!!!!m&m

June Jurack

Anúncios

34 Respostas

  1. Aqui está um post mais que merecido, faço minhas as palavras da June 🙂

  2. Também eu me junto à June e à Tary, fazendo minhas as palavras da June.
    Muito obrigada Marga e M2, pelo lugar maravilhoso que criaram para nós e por manterem em nós o orgulho de sermos Portucalenses.

    Viva Portucalis!
    Viva a Marga e o M2!

    Beijo grande,

    Mysa Randt 🙂

  3. Também eu subscrevo as sábias palavras da JJ.
    Portucalis continua a ser o melhor sitio deste mundo. Também eu sou orgulhosamente Portucalense!

    Beijo grande aos M’s e a toda a vizinhança que tranformam todos os dias aquele espaço virtual no espaço onde crescem as minhas flores … onde me perco e me encontro, com desalinhos, desaparecimentos misteriosos, desatinos e algumas vitórias também, enfim … um maravilhoso lugar de estar.

    E agora vou-me embora porque tenho que ir regar as flores … parece que hoje vai fazer mais calor.

  4. andando eu bastante desaparecido da segunda vida, reforço a ideia que Portucalis continua a ser um dos meus locais preferidos das duas vidas, e mando um abraço às duas fantásticas pessoas que investem o seu precioso tempo, inventam actividades novas, organizam o espaço da melhor forma, promovem todo o tipo de eventos, tudo para nos proporcionar um lugar que para alguns é a sua casa, e para outros é um local de passagem obrigatória. Obrigado M’s

  5. Onde os Ms estão é casa.

  6. Evidente, indiscutível, indubitável e outros adjectivos que tais para tudo o que aqui foi escrito e (lá) feito pela Marga, pelo M2 e por todos quantos me apercebi terem participado aquando a minha visita à exposição dos 2 anos de Portucalis.

    Tenho dito

    (se é que isso conta para alguma coisa) 🙂

  7. Olá, olá!!!

    Isto faz-me lembrar uma música (adaptada)…

    Eu tenho orgulho, orgulho, orgulho… em ser portucalense, portucalense, portucalense…

    hehehehehehehe

    (mais palavras para quê!!!) 😛

    jitos

    Luana Darwin

  8. Os M’s são sinónimo de hospitalidade, daquela muito, muito boa!!! Os verdadeiros Portucalenses nunca deixam de o ser, porque é impossível esquecer este cantinho Luso no SL plantado!!! :-)))

    Vivam os M’s!!!
    Viva Portucalis!!!
    Vivam os Portucalenses!!!

  9. A ilha de Portucális permite o “nascer” do avatar?

  10. Não Mr. Torvalar, mas permite o viver entre amigos, que acaba por ser aquilo que realmente conta.

  11. Já agora, Mr. Torvalar, o teu comentário lembra-me alguém que lá apareceu no outro dia à procura da sua própria ilha. Serão família?

  12. Não acreditem em nada do que a June diz pois ela é uma grande exagerada.

    Portucalis nada seria se não fossem os seus residentes e amigos. A todos, muito obrigado.

  13. Aproveito este post mais que merecido para dar os parabéns à Marga e ao M2 (e respectivos ventriloquos 😉 ) por tudo o que têm feito por Portucalis.
    E também a Portucalis, já que entre trabalho e mini férias quando lá tentei passar pelas festividades fiquei sem net 3 min depois….restando-me agora passar por aqui e ver os resumos…e por lá para ver tudo com calma.

    Beijinho enorme à T., ao A. e a todos os portucalenses 🙂

  14. June, ….. Tary, Mysa, pou, Jao, El, Of, Luaninha, Blue… as vossas palavras puseram-me de lágrima ao canto do olho… e até um bocadinho sem jeito sobre o que hei-de escrever…Muito obrigada June, muito obrigada a todos e a cada um.

    Tenho para mim que os verdadeiros culpados são vocês, os portucalenses e amigos! Não fossem vós as pessoas maravilhosas, criativas, opinativas, com aquele espírito de comunidade e de inter-ajuda,… o trabalho dos M´s seria inglório.

  15. Obrigada Afro! O meu comentário anterior entrou quando ainda não tinha lido o teu.
    Passa por Portucalis sim, Afro, com net! 🙂

  16. Atasca-se o computador com um programa que a cada momento nos lembra que precisamos de actualizar a máquina, mesmo que o tenhamos feito no mês passado.
    Corta-se no sono, que as horas não esticam e são sempre curtas para aprender a fazer sculpties, scripts, cubos, pipas, fotografias, roupitas e sai lá que mais maldades vão aparecendo na agenda.
    Juntam-se caldinhos q.b. que somos gente essencialmente latina.
    Depois converge-se noite após noite num quadradinho de 65.636 m2 de bits que nos levam rapidamente ao desespero, no meio de animações em câmara lenta, entre crashes e desatinos, enquanto teclamos e garatujamos emoticons furiosamente.
    Que estranha forma de vida…
    E afinal a culpa é dos M&M?
    Eles nunca me enganaram… eu sabia… tinham de ter um defeito qualquer!!!

  17. Olha que grande ideia Tik, terão amendoíns dentro?

  18. Portucalis sempre.
    Abracinho para ti Marga e M2

  19. Ó M2, moce!!! Vai chamar zagerado ao filho da bisneta da tu trisavó!! E qu’ele na passe aqui pus Algarves ou leva uma caldêrada das grandes aqui da June Maria.

  20. Parabens aos grandes duques de Aveiro, que têem feito um grande esforço para manter de boa saúde o cantinho de bem estar que é Portucalis. Apesar de por várias razões, a unica coisa que nesta altura tenho em Portucalis ser uma loja, continuo a sentir-me sempre e orgulhosamente portucalense (além de parvo, claro). Confesso que foi muito bom voltar a estar junto dos amigos todos em Portucalis, e que a noite em que fui o DJ de serviço, foi ainda por cima completamente nostálgica, fazendo lembrar-me tantas e tantas noites passadas também aí, em outros tempos.
    E sim pode-se nascer em Portucalis. O avatar pode não nascer lá fiscamente, mas é acarinhado, e acompanhado, e fica portucalense….tenho a certeza de que se eu perguntasse aqui, muita gente diria que nasceu em Portucalis, pois foi lá que cresceu e foi lá que fez sua a terra.
    Quanto ao resto subscrevo palavras já ditas, e onde quer que os M´s estejam, nesta vida ou noutra, está-se em casa…Obrigado por serem quem são.

  21. Nunca estive em Portucális mas tenho alguns amigos que falam muito bem desse local. Vocês são residentes de lá?

  22. Junto a minha voz e elogios às de cima.
    Os “nossos” Ms foram, são e serão sempre os melhores amigos que alguém pode ter. O calor e aconchego é sentido em qualquer mundo.
    Obrigado por serem quem são, pela generosidade, pela energia, pela palavra amiga que sempre têm.
    Portucalis reflecte tudo isso. Um sítio fantástico com gente fantástica.
    A Portucalense emigrante 😉

  23. Idem, idem! Aspas, aspas!

    Subscrevo e reitero tudo o que disse no domingo à noite;)

    E venha o 3º aniversário, o 4º e muitos mais!

    Beijokas M&M

  24. Mr Torvalar,

    algumas das pessoas que aqui escreveram (neste post) são residentes em Portucalis e outras já foram (e já não são), mas todos continuam a conviver nesse belíssimo pedacinho de Portugal no SL. :-DDD

  25. Tik, felizmente alguém lúcido! 🙂

    After, abracinho de paz e luz para ti também!

    Imso, é isso mesmo. Pode não nascer-se em Portucalis, mas que há muitos que se “fizeram”, “cresceram”/ “crescem” no nosso canto ai isso sim! Obrigada!

    Winter, portucalense emigrante é de gritos! Re bem-vinda! Obrigada pelas tuas palavras.

    Saguinha, obrigada! Se os LL não queimarem os fusíveis dos servidores e nós todos nos mantivermos de “saúdes”… vamos ter mais aniversários sim!

    Obrigada Blue, El e Imso por, entretanto, terem vindo a esclarecer o Mr Trovelar.
    Mr Trovelar, para compreender Portucalis o mesmo melhor é passar por lá. Desde já aqui fica o convite. Basta seguir este táxi:
    http://slurl.com/secondlife/Portucalis/86/109/24

    Mr Trovelar irá entrar na Welcome Area. Após isso tem 3 alternativas: i) escolher no mapa o local que pretende visitar na ilha; ii) olhar para o mini-map e verificar onde se encontram pessoas indo ter com elas, ou; iii) simplesmente voar e apreciar tudo à sua vontade.
    Saliento que em Portucalis, os TOS são seguidos à regra (TOS significa Terms of Service cuja leitura prévia recomendo), assim como os CS – Community Standards. Teremos todo o gosto na sua visita, Mr Trovelar.

  26. Comentário atrasado, mas mesmo assim cheio de sinceridade!

    Parabéns aos Duques. De facto, sem eles aquele pedacinho no sl plantado não seria o que é hoje. E parabéns também a todos os portucalenses (os que de facto são, se sentem como tal e sabem viver como tal). Sem esses o trabalho dos M’s poderia tornar-se inglório.

    Mr Trovelar, “nascer”, palavra tão dificil de ser dita por alguém que ande no sl há pouco tempo, em Portucalis (sem acento no a) não será possivel. Mas crescer sim. Basta ter vontade de aprender, viver e conviver com pessoas fantásticas. Eu orgulho-me de dizer que praticamente nasci em Portucalis e cresci e aprendi muito por lá. E hoje, por força de algumas circunstâncias, voltei a passar lá muito mais tempo e não me canso de elogiar e orgulhar pelas pessoas que lá ficaram durante estes dois anos a construir as coisas bonitas que hoje podemos ver.
    Portucalis é, sem sombra de duvidas, uma terra de amigos, de bons amigos! 🙂

  27. Fogo!!! Adoro esta gente toda!! 🙂

  28. So do I! 😉

    Nota: Este comment é suposto vir a seguir ao da June. Mas como estou no pc do escritório, não faço a mínima quando irá aparecer, ehehe!

  29. Irei sim a Portucalis assim que me for humanamente e fisicamente possível. Por acaso gostaria muito que o meu boneco “nascesse/entrasse” num local Português de cada vez que iniciasse o Second Life.

  30. Mr Torvalar,

    isso é muito fácil de fazer. Basta escolher como “Casa” um território português que seja do seu agrado!!! Portucalis já foi o meu durante muito, mas muito tempo mesmo!!! 😀 😀 😀 Agora é onde (re)encontro os amigos todos os dias!!! 😀 😀 😀

  31. Isso é tudo muito bonito mas esquecem-se que muitas vezes é preciso as [tags] para poderem pertencer/rezzar dos próprios locais. Não sei como Portucális está neste momento a nível de lands mas por exemplo Tagus tem de se pertencer ao grupo para “rezzar” por lá. É questão do Mr Torvalar quando for a Portucalis ver se pode “nascer” por lá sem a [tag]!

  32. Ser Portucalense não é uma questão de pixels é um estado de alma,
    O resto são tretas.

  33. Rezzar é uma coisa. Nascer é outra. Para nascer em algum sitio não é preciso tag.

  34. bem… não sei se estão a falar todos da mesma coisa. Se o “nascer” que o Mr. diz é acordar todos os dias no mesmo sítio isso acontece quando o avatar tem um terreno que permita fazer “set home”. Se não, acorda no último sítio que saiu do SL (ou se mudar a ilha no ecrã de login), nesse local. Agora isso só é possível (fazer set home here) em dois tipos de terreno: se o terreno for vosso (ou seja forem os donos da land), ou se o terreno estiver num grupo no qual exista essa possibilidade. Se estiver em nome duma só pessoa, mesmo que seja amigo, não dá. Por acaso o Tagus, nas parcela de terreno pertencente ao grupo, tem essa opção… Portucalis não sei… mas sinceramente parece-me uma questão que facilmente é contornável. Eu com ou sem “home” se queria nascer (ou eu digo acordar) num sítio, simplesmente desligava no sítio onde queria “adormecer”… que também não custa nada.
    Beijinhos 🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: